quarta-feira, 20 de março de 2013

CURIOSIDADES SOBRE O FANTASMA

ALVAR

Olá amigos temos hoje mais um personagem do universo do Fantasma, que iremos conhecer de maneira mais detalhada.
Como tantos vilões que seguiram-no, Alvar foi referido por apenas um único nome (provavelmente seu sobrenome) e fez apenas uma aparição. No entanto, ele foi um sucesso entre os entusiastas e sua estreia na história da tira diária de 1940: “O Jogo de Alvar”, foi importante por duas razões:
Em primeiro lugar, Lee Falk estava à frente da história, lançando Alvar como um contrabandista de armas e munição na Segunda Guerra Mundial antes dos Estados Unidos declararam guerra ao Japão após o ataque a Pearl Harbour.  E em segundo lugar a história incluiu algo bastante notável - o Fantasma num grande tiroteio enfrentando uma grande força militar e  certamente a  morte de um vilão que se tratava do próprio chefe de polícia!
Esta foi a terceira ocasião em que o Fantasma tinha realmente matado alguém. O Fantasma finalmente detém o  homem (Alvar) e numa cena dramática vemos o Fantasma o segurando pela garganta e uma legenda dizendo ... "E Alvar vê a face da morte" ... Essa postura poderia ser considerada no mínimo estranha, porque Lee Falk já tinha desenvolvido o conceito de que o Fantasma nunca mata, mesmo se tratando dos piores vilões.
Tão importante quanto qualquer outra coisa, Alvar tornou-se o modelo para uma longa linha de futuros vilões, especialmente os tipos encolhidos: covardes e a sua aparência de rosto fino, o modelo artístico muito usado naquela época.

A HISTÓRIA

Em um passeio pelo cais antes de embarcarem numa viagem de navio, a intuição feminina desperta em Diana a curiosidade a  respeito de alguns caixotes com a marca “ZOZ, equipamentos agrícolas".

Alguns capangas que vigiavam a carga ameaçam  e querem subjugar o Fantasma e Diana... mas acabam se dando mal!




Mais tarde no navio, Diana é convidada por Alvar (o presidente da Compania ZOZ), toma um chá e à noite dança com ele e é observado pelo Fantasma...


O Fantasma acaba descobrindo o real conteúdo dos caixotes da companhia “ZOZ”...
O Fantasma faz uma denuncia sem saber que as autoridades são cumplices de Alvar...



O Fantasma é caçado por um pequeno exercito...


É ferido gravemente...


Caçado implacavelmente...


E precisa ser operado de urgência em condições precárias...


Recuperado o Fantasma procura o governador, mas sofre um traiçoeiro ataque por parte do Chefe de policia, mas é salvo graças ao aviso de Diana...


O Fantasma atira em legitima defesa, e o chefe de policia é atingido mortalmente...


Alvar foge desesperado, e a figura estática do Fantasma no aeroporto, parece lhe dizer: “Onde for, eu irei busca-lo”...


E tem inicio a grande perseguição final...


O Fantasma consegue agarrar Alvar, mas antes tem que enfrentar todos os seus capangas...


Finalmente o Fantasma faz justiça, e coloca um fim na carreira criminosa de Alvar!

Aí está meus amigos mais um “curiosidades” mostrando mais um personagem do universo do Fantasma, criado pela mente brilhante de Lee Falk, e maravilhosamente ilustrado por Ray Moore.

Até o nosso próximo artigo, e um abraço a todos.




9 comentários:

  1. Parabéns pela postagem, Sabino. Muito bem escrita. Será que rola o scan completo dessa aventura?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo Glaucio,
      É claro que rola, basta você procurar na coluna da direita do blog na seção "Arquivos do Blog", que você encontra a postagem desta edição: "Caça ao Contrabando" que foi postada no dia 08 de Dezembro de 2010, e o scan está disponível.
      Abração
      Sabino

      Excluir
    2. Fui lá ver, Sabino, e o link tá espirado.

      Excluir
  2. Olá Glaucio,
    Estranho antes de te indicar eu testei e estava funcionando, mas vou verificar.
    Abraço
    Sabino

    ResponderExcluir
  3. Oi Glaucio, Acabei de baixar o arquivo na minha maquina, e está normal, tente novamente e qualquer dificuldade me comunique.
    Sabino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, agora abriu. Coisa estranha essa internet kkkk

      Excluir
  4. Beleza Glaucio, agora é só curtir!
    Abraço
    Sabino

    ResponderExcluir
  5. Olá amigo Sabino.
    Este Alvar era realmente um crápula típico, cobarde, manhoso, falso ..., como só os crápulas sabem ser. Pena que na vida real não haja Fantasmas para os deter. Também é uma pena que Lee Falk o não tenha tornado a usar. Pode ser que um dos novos escritores do Fantasma resgate este detestável personagem. Afinal, para melhor apreciarmos um herói temos que ter um canalha à sua altura, que nos faça exultar quando é derrotado pelo herói.

    Bem-haja por mais um belo Curiosidades impecavelmente ilustrado.

    Luis

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo Luis,
    É, você falou uma grande verdade, infelizmente no nosso mundo da realidade, temos os crápulas e nos falta alguém como o Fantasma!
    Realmente na categoria de vilão, o Alvar poderia ter sido aproveitado em outras aventuras do Fantasma.
    Grato por mais um comentário e um abraço.
    Sabino

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...