quinta-feira, 19 de maio de 2016

O RAPTO DE JERRY


Clique na capa para download gratuito.

Olá galera, bem vindos ao nosso blog, onde você sempre encontra o melhor da obra de Lee Falk, e também o melhor dos quadrinhos mundiais.
Hoje trazemos para vocês um scan de uma edição raríssima de 63 anos atrás, a primeira edição da revista própria do Fantasma publicada pela RGE. O Fantasma já tinha muitas histórias publicadas no Globo Juvenil, onde era publicado junto a outros heróis, mas a partir de 1953 passou a ter a sua própria revista.
Este scan foi um pedido de nosso amigo Edson do Recife.

Crédito Guia RGE.

3 comentários:

  1. O mais interessante dessa edição é que a história foi apresentada pela RGE como "O Rapto de Jerry" (código original D046, com título em inglês "Bobo, the Toy Dog". O problema é que a história publicada é a D047, com título original "The Great Ajax", e em absolutamente nenhum momento de toda a edição há qualquer referência ao rapto de Jerry. As mesmas histórias foram republicadas, por exemplo, nas edições 229 e na edição especial de novembro de 1978, dessa vez com seus títulos corretos. Se alguém souber uma explicação plausível pra essa insanidade, por favor me avise, pois estou boiando há 3 décadas....

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo Alessandro,
    A explicação para essa insanidade, como você bem colocou, é mesmo falta de competência; como um editor de uma grande editora, pode permitir que uma publicação de uma história saia com o título de outra história??? É mesmo um absurdo.
    Infelizmente a RGE cometeu esta e mais um quantidade enorme de barbaridades na revista do Fantasma, não era conservado o título original; reprisava a mesma história com título diferente, causando uma verdadeira bagunça na cronologia da obra de Lee Falk e na cabeça dos leitores.
    Tudo isso é um verdadeiro desrespeito com o publico leitor.
    E o pior não foi só a RGE(Globo), mas A editora ABRIL, que chegou a fazer uma cronologia própria nas edições da Marvel Comics, desfigurando completamente a obra da editora americana.
    Fazer o que? isso é Brasil!
    Valeu, um abraço.

    Sabino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sabino, acho que é como você falou mesmo. Incompetência pura. Felizmente hoje temos a internet e podemos descobrir, inclusive, que as histórias tinham códigos próprios, tanto as diárias quanto as dominicais. Assim fica mais fácil para conseguirmos nos localizar nesse mundo tão vasto das HQs, tantos anos depois que foram produzidas.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...